lay-out copy copy
As informações contidas nesta
Home-page têm caráter informativo e educacional e não devem ser utilizadas para realizar auto-diagnóstico, auto-tratamento e auto-medicação.

Em caso de dúvida, o profissional médico deverá ser consultado, pois, somente ele está capacitado para praticar o ato médico conforme recomenda o CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA.

Responsável:
Dr. João S. de Almeida Prado - CRM-SP 24.431.
A técnica aprendendo a ser magro é de responsabilidade do Dr. João Sampaio de Almeida Prado, que tem um registro n° 24431 no CREMESP, registro este que se orgulha em honrar, portanto, seguindo as recomendações éticas ditadas pelo Conselho Federal de Medicina, jamais exibiremos fotos tipo antes e depois comuns nas publicações sensacionalistas sem responsabilidade científica.

No entanto, como na vida muitas vezes fazemos a coisa certa sem saber porque( como foi o meu caso durante anos ) me sinto à vontade para citar pessoas que jamais fizeram tratamento ( Aprendendo a ser Magro ) comigo, e portanto aceitei seu testemunho com o objetivo de exemplificar pois não tem restrições éticas.
Vejamos agora os depoimentos de algumas pessoas que, mesmo sem a nossa ajuda conseguiram evitar complicações e deram vazão ao seu verdadeiro " eu " em relação à gordura. :

Primeiro caso de vida
Claudinea Florencio Soares
Trinta e dois anos, professora, 50 kg, 1,60 mt, ICM= 19,5312

Dados familiares:
4 irmãos, sendo 1 homem e 3 mulheres.
Irmã obesa.
Mãe se julgava magra. Tomou vitaminas para engordar e engordou.
Avô materno forte.
Avó, materna magra.
Pai forte.
Avó paterna obesa.
Avô paterno forte.

Claudineia engordou dos 18 aos 24 anos. Tinha até então 54/55 kg.

Aos 18 anos, se achando gorda procurou ajuda médica junto com a irmã. A prescrição foi dieta de fome e medicação. Seguiu a orientação por dois dias e parou (a irmã seguiu à risca e emagreceu bem, entrou no esquema da sanfona e hoje, depois de várias dietas, pesa cerca de 100 kg). Resolveu fazer dieta por conta própria restringindo a sua alimentação a um terão do que comia. Perdeu dez quilos e recuperou em menos da metade do tempo que levou para perder.

Continuou a engordar chegando aos 72 kg (27,95 de icm).

Resolveu então organizar sua alimentação e com 26/27 anos já estava com 57 kg ( 22,2656 de icm ) , continuou, foi perdendo peso e, hoje, está com 50 kg, sem sacrifício.

Evolução
24 anos, 72 kg, icm 27,95
26/27 anos, 57 kg
28 anos, 55 kg
29 anos, 52 kg
30/31anos, 52/53 kg
32 anos, 50 kg, icm19,40

Hábitos alimentares
Cafe da manhã: meio copo de leite integral, um sanduíche de queijo mussarela ou branco com peito de peru, um pedaço de bolo ou frutas. Ás vezes café.
Lanche: sente fome, então come uma banana ou 4 bolachas (depois de três horas).

Almoço: 4 colheres de arroz, 2 colheres de feijão (se não comer, sente-se fraca) carne
ou ovo, legumes e sobremesa.(5 ou 6 horas depois do café da manhã).

Lanche: depois de três horas, sente fome, faz novamente um pequeno lanche.

Á noite: faz um lanche. Chá, Yakult ou leite, sanduíche com frios mortadela ou peito de peru e sobremesa.

Não passa vontade, procura respeitar horários. Cefaléia ás vezes, sente dor leve associada à tensão ou a falta do uso de óculos.

Ás vezes a cefaléia desaparece ao se alimentar. Contraiu uma infecção urinária há 2 anos, resolvida em uma semana.

Come por responsabilidade. Chega a esquecer de comer se estiver muito envolvida em alguma atividade. Dê aulas de dança, faz exercécios aeróbicos.

Claudinea que chegou aos 72 kg, quando seguiu a orientação errada e que hoje tem 50 kg e um icm invejável enquanto que a irmã à obesa, pelo seu nivel de atividade podemos calcular sua necessidade calórica para as primeiras 8 horas entre 600 e 700 calorias , só no café da manhã , num cálculo aproximado ( depende do tipo de queijo etc .) chega a ingerir de 600 à 1000 calorias, e mesmo assim faz lanche antes do almoço, e se alguém quiser dizer que come porque pode, porque foi de alguma forma favorecida pelos genes, eu só tenho uma pergunta : onde estavam estes genes quando chegou aos 72 kg com icm de 27? Por acaso tinham tirado férias e agora voltaram ?

Untitled Document Clinica J Prado de Emagrecimento - Av. Faria lima, 1690 cj 92 - Tel.:55 11 2901-2647 - E-mail: Dr. João de Almeida Prado